10 Curiosidades sobre a Língua Portuguesa

 A língua portuguesa é uma das línguas românicas mais difundidas no mundo, falada por mais de 260 milhões de pessoas em todos os continentes. Apesar de ser falada em diversos países, a maior parte dos falantes reside na Europa e na América Latina. Além disso, o português é a língua oficial de nove países e uma língua co-oficial em outros três.

O português tem uma história rica e diversificada, além de ser repleta de curiosidades interessantes. Neste artigo, vamos destacar 10 fatos interessantes sobre este idioma.

  1. O Português é a Língua Oficial de Nove Países.

Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Timor-Leste e Macau são os países que têm o português como língua oficial. Porém, outros países também usam o português como língua oficial ou co-oficial, como é o caso da Guiné Equatorial, da Galiza (Espanha) e do Luxemburgo (Bélgica).

  1. O Português é a 5ª Língua Mais Falada no Mundo.

O português está entre as línguas mais faladas do mundo, sendo a quinta colocada nesta lista. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 260 milhões de pessoas falam português em todo o mundo.

  1. O Português é originário do Norte de Portugal.

O português moderno surgiu no norte de Portugal durante o século XII e XIII como um dialeto da família linguística latina. Este dialeto era conhecido como “Galego-Português” e se espalhou pelos países colonizados pelos portugueses durante os séculos XVI e XVII.

  1. O Português é uma língua românica derivada do Latim Clássico.

O português é uma das línguas românicas derivadas do latim clássico falado na Roma Antiga. É considerado um idioma “filho” do latim, juntamente com outras línguas românicas como o espanhol, o francês e o italiano.

  1. Existem vários Dialetais do Português em diferentes Regiões do Mundo.

Devido à influência dos diferentes grupos étnicos e culturas que habitam nos países onde o português é falado, existem algumas variantes dialetais desse idioma em diferentes regiões do mundo. As principais variantes são: brasileiro (BR), europeu (PT), africano (AO) e asiático (TL). 

  1. Existem Diferenças Entre as Variantes do Português Faladas no Brasil e em Portugal.

As principais diferenças entre as variantes brasileira e europeia do português estão relacionadas à pronúncia das palavras e à gramática utilizada para formar frases e construir discursos orais ou escritos. Por exemplo, em Portugal existem muitas palavras que não são usadas no Brasil e vice-versa; além disso, existem algumas regras gramaticais que se aplicam somente a um dos países. 

  1. O Português possui três gêneros gramaticais: Masculino, Feminino e Neutro.

Assim como outras línguas indo-europeias como o francês ou o italiano, o português possui três gêneros gramaticais: masculino, feminino e neutro para nomear substantivos: masculinos (ex.: homem), femininos (ex.: mulher) e neutros (ex.: livro). 

  1. O Português Possui Uma Ortografia Oficial Uniformizada Desde 1911.

Até 1911, existiam várias normas ortográficas para escrever palavras em português nos diferentes países que falam esse idioma; por exemplo, enquanto em Portugal se escrevia "coração", no Brasil se escrevia "corassom". Em 1911 foi criado um acordo ortográfico entre Brasil e Portugal para uniformizar a grafia de palavras em ambos os países; desde então, as duas variantes passaram a usar a mesma grafia para escrever palavras em português. 

  1. O Português Possui Dois Tipos de Plural: Regular e Irregular. 

Assim como outras línguas românicas como o francês ou italiano, o português possui dois tipos de plural: regular (ex.: carro-carros) e irregular (ex.: avô-avós). Alguns substantivos também podem ter plural irregulares quando se referem a pessoas; por exemplo: filho-filhos; irmã-irmãs; etc. 

10 . O Português Possui Uma Gramática Bastante Flexível Quando Comparado a Outras Linguagens Indo-Europeanias. 

A gramática do português é bastante flexível quando comparada à gramática de outras línguas indo-europeias como inglês ou alemão; por exemplo: não há necessidade de conjugar verbos para formar frases negativas; algumas palavras podem ter múltiplos significados dependendo do contexto; algumas palavras podem ser usadas com vários gêneros gramaticais; etc. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que são expressões idiomáticas? Guia completo para entender e usar no dia a dia

Por que um dicionário é um recurso indispensável para escritor

Como monetizar meus conteúdos no Instagram