1 de agosto de 2018

NÃO CRIE DISPUTAS, CRIE ALIADOS


Olá você, leitor / leitora ♥️

Hoje eu gostaria de ter uma conversa com você, de amante de livros para amantes de livros. Aceite com carinha minhas palavras, discorde se achar necessário e acrescente se assim for da sua vontade. Se você tem blog e decidiu optar pela extensão dele, produzindo conteúdo também no instagram poderá se identificar com o post de hoje.



Para começar, quero dizer que o amor pelo que você faz é o que irá movimentar tudo na sua vida. Se você ama o que faz, com certeza terá motivos e incentivos de sobra para iniciar um trabalho, para correr atrás de uma profissão, e assim por diante. No outro post (CLIQUE) escrevi sobre humildade, sobre dar a mão, sobre apoiar o outro e não apoiar-se no outro. Aqui, vou comentar algumas coisas voltadas para as atitudes alheias que tenho observado no instagram e muitas vezes aqui no Blog também.

Há alguns dias, não sei se por coincidências, li comentários de pessoas enaltecendo o trabalho de uma pessoa e desmerecendo o trabalho dos demais em alto e bom tom. E isso me deixou indignado: 1) pela atitude imatura; 2) pela falta de respeito com os demais que comentaram nas publicações e que leram tais comentários. Nesse momento parei um pouco e pensei o por quê, qual a necessidade de agir dessa maneira no espaço onde o leitor encontrou para enaltecer a leitura, incentivá-la e de certa for usar sua voz para expor opiniões? Trocar ideias e opiniões é tão bonito; são maneiras de crescimento e amadurecimento como pessoa. Mas voltando para o acontecido, dadas as circunstâncias me levaram a desabafar nos stories e senti a necessidade de escrever sobre isso aqui também.

Estamos todos juntos nessa, ou pelo menos deveríamos.

Os blogs literários e IGs também estão aqui para escrever e falar de livros, comentar nossas experiências, entre outras coisas relacionadas a esse mundo lindo dado pelo prazer da leitura. Portanto, tenho uma questionamento: se a gente quer mostrar o quanto é belo, o quanto nos liberta e nos eleva o ato de ler, qual o sentido de formar grupos, criar disputadas de quem é melhor, quem tem mais seguidores, mais likes? A ideia é alimentar a vaidade alheia ou incentivar as pessoas a lerem? Sou professor e vivo a realidade na sala de aula, uma realidade dura só por perceber que muitos jovens, crianças e adolescentes ainda mantém distância da leitura, muitas vezes por não ter o incentivo dos pais ou por não terem contato com livros, principalmente pela seu contexto social. Então, acredito que se nos uníssemos em prol do incentivo à leitura, ao invés de medir forças conseguiríamos, aos poucos, mudar essa realidade. 

É comum olhar para o outro e criticar. Eu faço isso muitas vezes, não seria hipócrita de dizer que não. Mas não vejo dificuldade de analisar meus atos perante as situações que envolve o coletivo. Todo mundo erra, o que nos diferencia uns dos outros é que há pessoas que são humildes a ponto de reconhecer e tentar melhorar suas atitudes refletindo e olhando para dentro de si, enquanto outros caminham  com a ideia de que são melhores, querendo estar no topo sempre, ainda que para estar lá em cima ele precise passar por cima de quem está ao seu redor. E é muito disso que tenho visto. E isso é desesperador porque infelizmente é um mal que afeta toda a humanidade.

Não é ruim ser feliz por suas vitórias, nem querer ter destaque. É PRECISO SER FELIZ MESMO E CONTAGIAR. Precisamos ser reconhecidos pelos nossos esforços. Mas não é sobre isso esse texto. O que quero trazer aqui é: o fato de você ser bom, não anula que o outro seja também. O fato de você estar, aos poucos, conquistando um espaço, não quer dizer que outra pessoa irá tomá-lo. Muito cuidado, pois muitas vezes somos nós quem provocamos nossa queda. Reflita. Há espaço para quem lê Youg Adult, há espaço para os clássicos, há espaço para a fantasia, e tenho certeza que ao seu modo cada um tem algo novo para mostrar. Cada um tem seu estilo de mostrar, de fazer fotos, e todos os estilos são válidos, contanto que não faltem com o respeito a ninguém.

E não desmerecer o outro não quer dizer que você deve dizer amém para tudo o que ele faz, que deve achar tudo lindo e perfeito. Você tem seus critérios e precisa ser fiel a ele e a você mesmo. SEMPRE! Então, mais uma vez esse texto não é sobre isso: é sobre como nos comportamos perante o outro. Seja através de uma conversa amigável, uma resposta educada, o incentivo. Não seja um ser estrelinha, que acha que o mundo precisa estar aos seus pés porque você ganhou mais seguidores e porque quer ser reconhecido a todo custo. Se você faz um bom trabalha você terá seu reconhecimento mais cedo ou mais tarde. Queira ser destaque por suas qualidades, não por seus modos egoístas. Ao invés de criar disputadas, crie aliados. Use seus likes para mostrar o melhor do seu trabalho e o melhor de si; use-o também para reconhecer a qualidade do outro. Para fazer uma crítica positiva, para mostrar que o outro também tem capacidade de crescer. E já que citei agora a pouco aquelas pessoas estrelinhas, vou escrever mais um pouco sobre isso, partindo de um conceito meu.

Há uma diferença muito grande entre pessoas "estrelinhas" - e aqui eu escrevo no tom pejorativo mesmo - e pessoas "estrelas". As estrelinhas querem ser o centro das atenções e do seu mundo, mas no fundo estão cheias de insegurança, se alimentando de superficialidade. As estrelas são aquelas que brilham naturalmente, reconhecem suas qualidades e contagia com seu brilho natural. Uma estrela de verdade reconhece as qualidades no outro e convida os demais a brilhar junto e se contagia com essa luz também.

Eu escolhi ser uma estrela. E você?

Um beijo, com carinho.

8 comentários:

  1. Isso anda tomando conta da internet em qualquer rede que entro é uma síndrome do estrelismo diferente, tomei pra minha vida seguir o meu caminho e ignorar esse tipo de coisa porque se eu fosse ligar para tudo que já li e ouvi já teria jogado tudo pro ar. O que me incomoda as vezes é o fato de que muitas pessoas dão status para esse tipo de situação e ao invés de apaziguar colocam é mais lenha na fogueira. Adorei o post e toda a reflexão.

    Ventos de Maio

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Olha, que perfeição de escrita, eu que sou amante das palavras fiquei ainda mais encantada por você conhecendo a maneira como você escreve.
    Sobre o texto, que maravilha, somente li verdades, e compartilho totalmente da sua opinião. Como as coisas se tornam fúteis nas mãos de quem não as sabe manejar. Hoje convivendo mais dentro desse mundo literário consigo ver exatamente a diferença entre pessoas "estrelinhas" e pessoas "estrelas", como dói ver que nosso objetivo como incentivadores da leitura é distorcido pelos que procuram apenas status.
    Que a gente possa com nosso trabalho alcançar o maior número de pessoas com o poder das palavras, que possamos mostrar o quanto elas podem agregar maravilhas na vida de quem lê. Que possamos ajudar a educar crianças e jovens para que sejam o futuro promissor de nosso país.
    Um grande beijo meu amigo e parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  4. Você fez a escolha certa ser uma estrela, espero que tenha muitas vitórias neste mundo da blogosfera e que você continue divulgando resenhas sobre livros, pois a leitura é o futuro de uma nação. Muito sucesso, bjs

    ResponderExcluir
  5. O que mais temos nesse mundo literário, são pessoas que querem passar você pra trás. Esse texto deveria ser lido por muita gente, para elas entenderem que estamos juntos no mesmo barco e que a união faz a força.
    Parabéns pela matéria.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Quando fiz o blog o meu objetivo era incentivar a leitura. Tenho exemplos na família de pessoas que não gostam de ler. Desde então, participo de vários grupos de interação e tenho visto coisas que custo a acreditar. Espero que seu texto seja lido por muitas pessoas e que leve-as a refletir sobre camaradagem.

    ResponderExcluir
  7. Olá Diego!
    Sábias palavras. Hoje existe competição para tudo nessa vida, até para as coisas ruins as pessoas querem sair por cima rs. Esse é um grande mal dos brasileiros, na minha opinião, são raras as pessoas que ajudam uma as outras a crescerem, são raras as que apoiam, mas as que querem ser melhores, tem de monte, mas elas querem ser melhores, desprezando o esforço e trabalho alheio, infelizmente. Que seu texto possa alcançar o máximo de pessoas e que elas possam refletir e levar isso esses conselhos para a vida! Já vou compartilhar!

    beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Dih!!
    Que texto incrível. Infelizmente nesse mundo literário o que mais tem são competições. Tem sempre alguém que se acha melhor e/ ou mais importante e acabam se perdendo no verdadeiro objetivo que é levar o amor aos livros cada vez mais distante. Conquistar cada vez mais leitores e trazer essas pessoas para discutir sobre livros. É triste ver que nem sempre é assim.
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir

"Agora que você já leu, que tal participar deixando seu comentário?"

© Vida e Letras | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design
Tecnologia do Blogger